100%

Projeto Consultório na Rua é sugerido à Prefeitura de Lages

 
A proposta da moção legislativa 060/2018, apresentada na sessão de segunda-feira (9) pelo vereador Jean Pierre Ezequiel (PSD), sugere à Secretária Municipal de Saúde de Lages o estudo para implantação do serviço “Consultório na Rua”. O programa tem como finalidade principal levar serviços de saúde para moradores de rua, além de encaminhá-los para serviços sociais.

A estratégia Consultório na Rua foi instituída em 2011 pela Política Nacional de Atenção Básica, sendo formada por uma equipe multiprofissional composta por um enfermeiro, um assistente social, um psicólogo e um auxiliar de enfermagem. Ligadas à atenção básica de saúde, as atividades são realizadas de forma itinerante. Os agentes sociais abordam o morador de rua e oferecem um encaminhamento à Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima para tratamento de algum problema de saúde, a um local para higienização pessoal e ao Centro de Referência em Assistência Social (Cras), para que este entre em programas que possibilitem sua saída da situação de vulnerabilidade.

A recomendação legislativa foi aprovada na Câmara Municipal e será encaminhada ao prefeito Antonio Ceron (PSD) e à secretária de Saúde de Lages, Odila Maria Waldrich, para analisar o possível credenciamento do município no referido programa.

Fotos: Divulgação: Imagem Ilustrativa e Deise Ribeiro (Câmara de Lages)

Deise Ribeiro - Jornalista  
Assessoria de Imprensa - camaralages@camaralages.sc.gov.br   
(49) 3251-5416 

Notícias

Pedido por rotatória no acesso a Pedras Brancas
Pedido por rotatória no acesso a Pedras Brancas

Vereador destaca que a implantação da rotatória salvaguarda um fluxo seguro aos usuários que utilizam a SC-114, incrementa o desenvolvimento econômico, com o escoamento da produção rural, e ainda potencializa o turismo do local.

Legislativo Lageano em prol da saúde do pequeno Miguel
Legislativo Lageano em prol da saúde do pequeno Miguel

As pessoas interessadas em ajudar, podem entrar em contato diretamente com a mãe, Cristina, pelo telefone 49 98882-1760. Além disso, a família mantém uma “vaquinha” online na internet onde qualquer um pode contribuir financeiramente. Acesse no seguinte link.