100%

Implantação de programa de fisioterapia domiciliar é recomendada à Prefeitura

 
Como forma de proporcionar acesso ao serviço domiciliar em fisioterapia aos pacientes acamados ou com dificuldade de locomoção temporária ou definitiva, a Câmara de Lages aprovou na segunda-feira (23) a moção legislativa 286/2017, que recomenda à Prefeitura a implantação do Programa de Atenção Fisioterapêutica Domiciliar. A sugestão será encaminhada ao prefeito Antonio Ceron (PSD).

Autor da matéria, o vereador Lucas Neves (PP) explica que a proposição surgiu após algumas visitas nos bairros onde constatou-se a necessidade desse serviço à comunidade. “A atenção domiciliar visa proporcionar ao paciente um cuidado mais próximo da rotina familiar, evitando deslocamentos e hospitalizações desnecessárias, diminuindo assim os riscos de contaminações e infecções, principalmente em pessoas submetidas a cirurgia. Além de estar no aconchego do lar, o tratamento torna-se humanizado e personalizado”, justificou.

Lucas ainda comentou que apesar do trabalho do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), onde os profissionais orientam a família sobre alguns procedimentos que devem ser feitos com o paciente em casa, as sessões, de fato, são realizadas no Centro Especializado em Recuperação (CER) ou em clínicas particulares conveniadas ao SUS, dependendo assim do deslocamento do paciente. “O tratamento fisioterapêutico domiciliar proporciona ao paciente, comodidade, praticidade, bem-estar, economia de tempo e recursos financeiros, resultando na celeridade da recuperação”, destaca.

O vereador Mauricio Batalha Machado (PPS) colaborou com a matéria ressaltando que já existe um programa do governo federal intitulado Melhor em Casa. “Em 2013 o município estava aderindo a esse programa que dispõe de equipes multidisciplinares, inclusive fisioterapeutas, que prestam atendimento domiciliar a pessoas que apresentam dificuldades temporárias ou definitivas de sair do espaço da casa para chegar até uma unidade de saúde. Sugiro que seja visto junto à Secretaria da Saúde como está a adesão ao Melhor em Casa,” recomendou.

Fotos: Divulgação: Fisioteraloucos e Nilton Wolff (Câmara de Lages)   


Deise Ribeiro - Jornalista  
Assessoria de Imprensa - camaralages@camaralages.sc.gov.br   
(49) 3251-5416 
 
Protocolos desta Publicação:Criado em: 25/10/2017 - 00:51:37 por: Deise Ribeiro - Alterado em: 25/10/2017 - 01:05:15 por: Deise Ribeiro

Galeria de Fotos

Palestra sobre condutas vedadas no período eleitoral abre o Seminário Municipal de Agentes Públicos e Políticos
Palestra sobre condutas vedadas no período eleitoral abre o Seminário Municipal de Agentes Públicos e Políticos

Ao longo do dia ainda estão programadas as palestras que abordaram os seguintes temas: cerimonial e protocolo públicos, inovação na gestão de serviços públicos, princípios de governança e qualidade do gasto público associados à redução de vulnerabilidade. As palestras são abertas ao público e as inscrições podem ser realizadas na entrada do seminário

Câmara de Lages presta homenagens às quatro décadas do Cedup
Câmara de Lages presta homenagens às quatro décadas do Cedup

Os 40 anos de existência do Centro de Educação Profissional Renato Ramos da Silva foram reverenciados em uma sessão solene do Poder Legislativo Lageano realizada nesta quarta-feira (9), em um ginásio de esportes cheio de antigos e atuais servidores e diretores, alunos e familiares.

Bethel 16 Lages é homenageado na Câmara de Vereadores
Bethel 16 Lages é homenageado na Câmara de Vereadores

Além do crescimento espiritual e moral, tanto individual como coletivo, as meninas do Bethel são estimuladas a realizarem atividades filantrópicas como campanhas de arrecadação de material escolar, de produtos de limpeza, de higiene, de alimentos não-perecíveis, a promoverem festas como as de Páscoa e Natal às crianças menos favorecidas, entre outras.

Revisão do Plano Diretor de Lages chega a sua fase final
Revisão do Plano Diretor de Lages chega a sua fase final

A conclusão das reuniões públicas vai desencadear o início de outro processo dentro do Legislativo. Será aberta aos vereadores a possibilidade de apresentação de emendas ao referido projeto, o qual já está em tramitação na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara e não tem prazo determinado para leva-lo à votação plenária