100%

Vereadores reforçam pedido pela manutenção da regional de Saúde em Lages

Na tarde de hoje, os vereadores Amarildo Farias (PT), Lucas Neves (Progressistas) e Mauricio Batalha Machado (PPS) se encontraram com o secretário estadual da Saúde, Helton de Souza Zeferino, em ato público em Florianópolis no qual houve a recepção ao Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Os legisladores fizeram a entrega às mãos do responsável pelas ações de saúde em Santa Catarina da moção legislativa 029/2019, aprovada por unanimidade no Poder Legislativo Lageano, a qual requer a permanência da macrorregional de Saúde em Lages, especialmente pela posição geográfica do município e sua importância econômica e política para o estado. Zeferino prometeu avaliar a proposta.

Além desta pauta, também ficou acertada uma reunião com o secretário estadual a respeito do andamento da obra da nova torre do Hospital Tereza Ramos, bem como a forma que se dará a futura ocupação de profissionais nesta unidade, a aquisição de equipamentos, entre outros. A Câmara de Vereadores de Lages possui uma comissão específica para acompanhamento desta situação.

Os vereadores de Lages não fizeram uso de diárias na referida viagem.
 

Confira a íntegra da matéria legislativa:
 
MOÇÃO LEGISLATIVA Nº 0029/2019

SOLICITA QUE A MACRO - REGIONAL DE SAÚDE TENHA SUA SEDE NA CIDADE DE LAGES.

O Vereador Vone Scheuermann (MDB), juntamente com os demais Vereadores, ao governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva.

O Governo do Estado divulgou, por meio de sua assessoria de imprensa, a informação de que, com a desativação das ADRs, a gestão da saúde seria reestruturada. Segundo a nota, esta reestruturação tem como base um estudo produzido por técnicos da Secretaria de Estado da Saúde e visa à diminuição das despesas com a máquina pública.

CONSIDERAÇÕES:
Considerando os estudos empreendidos pelo Poder Executivo Estatual com vistas à educação e racionalização de custos da máquina estadual; Considerando que os estudos levam em considerações a definição de Macro Regionais, embasada na RESOLUÇÃO CITN.37, DE 22 DE MARÇO DE 2018, onde prevê um número mínimo populacional para esta definição; Considerando que desta forma o Estado de Santa Catarina seria subdividido em 7 MacroRegiões, uma delas uma delas decorrente da Região Serrana e da Região do Meio Oeste; entretanto, nesta possível fusão a sede regional deveria ser no município de LAGES, dada a importância econômica, política e geográfica que tem e que apesar da baixa densidade demográfica que a Região Serrana apresenta, é o maior território em extensão e que possui a população de menor IDH; e assim sendo, é a Região que mais precisa da ação e da presença do Estado; Considerando ainda que sendo Lages a oitava economia do Estado e uma das maiores cidades da região da Macro, seria a maior, exerceria um papel agregador de fundamental importância para ambas regiões unificadas. Portanto, solicitamos ao Governo do Estado de Santa Catarina que avalie a possibilidade de estabelecer em Lages a referida sede Macro-Regional.

Foto: Divulgação - Vereador Lucas Neves

Everton Gregório - Jornalista
Assessoria de Imprensa - camaralages@camaralages.sc.gov.br   
(49) 3251-5416
Protocolos desta Publicação:Criado em: 25/02/2019 - 18:00:35 por: Éverton Gregório - Alterado em: 26/02/2019 - 15:33:33 por: Éverton Gregório

Notícias

Resumo da Sessão 19-03-2019
Resumo da Sessão 19-03-2019

Na sessão desta terça, os vereadores aprovaram 13 matérias pela Ordem do Dia, sendo seis moções legislativas, quatro requerimentos e três pedidos de informação. Também foram encaminhadas ao Poder Executivo Municipal as indicações entre os números 1.373 a 1.487/2019

Resumo da Sessão 18-03-2019
Resumo da Sessão 18-03-2019

Os vereadores aprovaram 14 matérias pela Ordem do Dia, sendo seis moções legislativas, quatro pedidos de informação, três requerimentos e um projeto de lei. Também foram encaminhadas ao Poder Executivo Municipal as indicações entre os números 1.227 e 1.372/2019, com várias solicitações para problemas pontuais das comunidades de Lages.