100%

Audiência pública em Lages vai debater o manejo das araucárias

 
 
A Câmara de Vereadores de Lages promove no dia 17 de maio (próxima sexta-feira) uma audiência pública para debater o manejo de corte da Araucária. A reunião tem início às 19h, no Teatro Municipal Marajoara, e é aberto ao público, que terá espaço para se manifestar na sessão mediante prévia inscrição. A proposta é uma iniciativa do presidente do Legislativo Municipal, Vone Scheuermann (MDB), que teve aprovado por unanimidade o requerimento 085/2019.

O evento tem como objetivo reunir representantes da sociedade civil organizada, autoridades politicas, empresários, professores e técnicos da área em busca de um aperfeiçoamento da legislação que permita o cultivo e o manejo sustentável da espécie Araucária Augustifolia em todo o país, bem como de outros florestas nativas.
 
O assunto em pauta tem sido motivo de estudos científicos os quais demonstraram que o cultivo e o manejo sustentável da espécie estaria diretamente ligado ao combate da extinção da árvore.
 
Avaliação dos especialistas
 
Ao longo do mês de abril, a equipe da TV Câmara acompanhou o engenheiro florestal Nilton Schneider até diversas localidades da região serrana para conhecer propriedades onde há o cultivo da Araucária Angustifolia. Em Ermida, interior de São José do Cerrito-SC, existe um cultivo de aproximadamente 4.500 espécies, com sementes, vindas de Ponte Alta e Campo Belo do Sul, plantadas em 2006.
Na ocasião, o engenheiro se espantou com a rapidez com que a espécie está se desenvolvendo e afirmou que, nos dias de hoje, ainda é possível fazer o manejo da araucária. “O manejo sustentável possibilita uma floresta de melhor qualidade permitindo que outras espécies se desenvolvam e garante condições de crescimento da floresta ali plantada”, frisou Schneider.
 
Ele é autor de um estudo que comprova que a Região Serrana possui 36,2 árvores nativas e acima de 40 centímetros de diâmetro por hectare. “Existe a Portaria Institucional Ibama 001/96, que permite o manejo florestal sustentável de 40% da floresta com árvores nessas condições. Nessa situação, por exemplo, se extrairmos 12 árvores, ainda sobrará muitas árvores porta-sementes e aquelas menores”, observou.
 
Em outra visita, na localidade de Farofa, interior do município de Painel, que possui mais de 84 hectares de pinheiros plantados, o engenheiro florestal e professor do Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), André Hess, explicou que nesse espaço a floresta está num regime de estagnação, de diminuição do crescimento e que o resultado disso são árvores em competição com uma alta densidade.
“Aqui podemos ver mais de 300 indivíduos por hectare crescendo num espaço reduzido, o que prejudica a formação da copa, a produção de pinhão e a estrutura diamétrica futura dessa floresta” detalhou o engenheiro, que completou: “também ocorre outras características como a perda de diversidade de espécies e da regeneração natural,”.
 
Hess também é autor, juntamente com outros professores do CAV, de estudos científicos que demonstram a necessidade do manejo da araucária. Estes estudos foram apresentados em 2016 ao Governo do Estado reivindicando apoio para aperfeiçoar a legislação acerca do assunto. Agora, através da audiência pública, se pretende debater o assunto e buscar esforços conjuntos de técnicos e autoridades políticas para a legalidade constitucional do manejo de corte da araucária.
 
Manejo
 
O manejo florestal sustentável é um modelo que permite a exploração racional com técnicas de mínimo impacto ambiental sobre os elementos da natureza. Uma floresta manejada continuará oferecendo suas riquezas para as gerações futuras, pois a madeira e seus outros produtos são recursos renováveis.

Texto: Com informações da Fapesc

Deise Ribeiro - Jornalista  
Assessoria de Imprensa - camaralages@camaralages.sc.gov.br   
(49) 3251-5416 
Protocolos desta Publicação:Criado em: 10/05/2019 - 15:01:07 por: Deise Ribeiro - Alterado em: 10/05/2019 - 15:07:51 por: Deise Ribeiro

Notícias

Resumo da Sessão: 18-06-2019
Resumo da Sessão: 18-06-2019

Na 38ª reunião deliberativa da Câmara de Lages em 2019, realizada nesta terça-feira (18), os vereadores aprovaram dez matérias na Ordem do Dia: dois projetos de lei, dois pedidos de informação e seis moções legislativas. Também encaminharam quase uma centena de indicações com diversos pedidos à Prefeitura para ruas e bairros de Lages.

Resumo da Sessão 17-06-2019
Resumo da Sessão 17-06-2019

Na sessão desta segunda (17), os vereadores de Lages aprovaram 15 matérias na Ordem do Dia, sendo um veto da Prefeitura, um projeto de lei, cinco pedidos de informação, cinco moções legislativas e três requerimentos. Também foram deliberadas quase uma centena de indicações ao Executivo Municipal, com diversos pedidos de melhorias para ruas e bairros de Lages.

Câmara homenageia os 70 anos do Internacional de Lages
Câmara homenageia os 70 anos do Internacional de Lages

Além de reforçar o amor ao time do coração dos quase 160 mil lageanos, entre tantos outros milhares espalhados mundo afora, a solenidade prestou homenagens às pessoas que deram ao Internacional à grandeza que possui. Mais de 60 pessoas foram homenageadas – entre ex-atletas, dirigentes, patronos e entusiastas do time.

Junho Vermelho visa incentivar a doação de sangue
Junho Vermelho visa incentivar a doação de sangue

Em Lages, o órgão responsável em captar as doações voluntárias é o Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc), que fica localizado na rua Felipe Schmidt, 33, no Centro. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira das 8h às 11h30 e das 13h às 17h30, sendo aberto também no segundo sábado de cada mês, das 8h às 12h.

Resumo da sessão: 11-06-2019
Resumo da sessão: 11-06-2019

Na 36ª reunião deliberativa da Câmara de Lages em 2019, os vereadores apreciaram e aprovaram dois projetos de lei, nove moções legislativas e três requerimentos. Também encaminharam as indicações entre os números 4.414 a 4.476/219, com solicitações de melhorias para a cidade.

CPI ouve novos depoimentos nesta quarta-feira
CPI ouve novos depoimentos nesta quarta-feira

A CPI faz nova sessão pública de oitivas nesta quarta-feira (12), a partir das 9h15, no Plenário Nereu Ramos, sede do Legislativo Lageano. Serão ouvidos funcionários do setor de Almoxarifado e da Farmácia do P.A, além de enfermeiras do Hospital Tereza Ramos.

Resumo da sessão: 10-06-2019
Resumo da sessão: 10-06-2019

Durante a reunião foram votadas e aprovadas nove matérias, sendo dois projetos de lei, três pedidos de informação, uma moção legislativa e três requerimentos. Também foram deferidas as indicações entre os números 4.334 a 4.413/2019.

Ações integradas para promover o bem-estar animal em Lages
Ações integradas para promover o bem-estar animal em Lages

Na quarta reunião da Frente Parlamentar de Políticas Públicas e Defesa dos Animais foi sugestionado que as secretarias municipais de Meio Ambiente e Saúde trabalhem de forma integrada no que diz respeito às ações de proteção, defesa e bem-estar dos animais no município.